15 Setembro 2021
Diversos / BLOG

Governo pondera manter travão nas rendas antigas

Moradias Figueira da Foz

O período de transição para a atualização das rendas mais antigas termina em novembro do próximo ano, mas Governo diz estar “a avaliar os diversos cenários de intervenção” no âmbito do OE 2022.

Acerca de um ano para que os contratos de arrendamento celebrados antes 1990 poderem vir a sofrer atualizações, o Governo mantém todas as opções em cima da mesa em relação a esta matéria, incluindo a de manter estas rendas congeladas, numa altura em que negoceia o Orçamento do Estado para 2022, disse a Secretaria de Estado da Habitação ao Diário de Notícias.

O período de transição para a atualização das rendas mais antigas termina em novembro do próximo ano, depois de ter sido prorrogado por duas vezes desde que entrou em vigor a chamada “Lei Cristas”.

Agora, “tendo em consideração estes prazos, o Governo está a avaliar os diversos cenários de intervenção no âmbito da elaboração do OE 2022?, disse a secretaria de Estado de Marina Gonçalves ao jornal.

 

(Fonte ECO/Diário de Notícias, tratado por ASMIP)